Hibisco Roxo é tema deste mês no Clube de Leitura

A escolha de Hibisco Roxo foi feita através de sugestões dos participantes do Clube de Leitura Porto Velho

Hibisco Roxo

Hibisco Roxo, de Chimamanda Ngozi Adichie será discutido no próximo dia 26

Chimamanda Ngozi Adichie é uma escritora nigeriana que vem despertando o interesse de muitos leitores para a literatura africana. Seus livros instigam o empoderamento feminino através das personagens fortes retratadas em suas histórias e principalmente por discutir o feminismo. Hibisco Roxo (2003) é o  romance de estreia de Chimamanda, uma mistura de ficção e autobiografia que mostra as várias facetas da sociedade que rodeiam a protagonista Kambili. Política, religião, abuso infantil e contra a mulher são temas abordados nesta obra que será discutida durante o quarto encontro do Clube de Leitura Porto Velho.

Se você ainda não sabe nada sobre Chimamanda Ngozi Adichie, vamos deixar o vídeo abaixo como uma breve apresentação. Trata-se de uma participação no TedX com a palestra “O perigo da história única”.

Clube de Leitura Porto Velho

Se você já leu ou se interessou em participar desta e outras programações, é facil: apareça nos próximos encontros, simples assim. Para saber o cronograma dos livros é só seguir a página Clube de Leitura Porto Velho e ficar por dentro das novidades. Esta será a quarta reunião do grupo, que é bem democrático com suas leituras e já discutiu o clássico O pequeno príncipe, de  Saint Exupéry; o quadrinho “Maus”, de Art Spiegelman e a fábula “A Revolução dos Bichos”, de George Orwell.

Hibisco Roxo

O terceiro encontro do grupo foi para discutir George Orwell e sua obra “A Revolução dos Bichos”

Cronograma

A indicações de livros já foram programadas até fevereiro de 2018. O cronograma e próximas obras escolhidas para os encontros é a seguinte:

26/08/2017 – Hibisco Roxo, de Chimamanda Ngozi Adichie
23/09/2017 – Enclausurado, de Ian McEwan;
28/10/2017 – O presidente negro, Monteiro Lobato;
25/11/2017 – A sangue frio, Truman Capote;
24/02/2018 – Crime e castigo, Fiódor Dostoiévski.

Hibisco Roxo

De clássicos a quadrinhos. Todos os estilos são aceitos no Clube de Leitura Porto Velho

Iniciativa

A pedagoga Maristela Melo é uma das criadoras e mediadoras do grupo e apaixonada por literatura, tanto que já participou de outra iniciativa na cidade de Maringá (PR), onde residia até pouco tempo atrás. Com a mudança para Porto Velho veio junto o acervo literário e a vontade de compartilhar de alguma forma essa paixão pelos livros. “A ideia é a criação de um clube de leitura para ter contato com as pessoas tanto para leitura, quanto para encontros, conhecer e reconhecer as pessoas”.

A ideia vem dando certo. Durante os encontros anteriores houve uma movimentação de aproximadamente 50 pessoas ao todo, sendo uma média de dez a doze interessados por encontro. Também veio o convite para participação no Festival de Literatura da Amazônia – Flama  que será realizado de 02 a 06/10.

Hibisco Roxo

Para participar do Clube de Leitura Porto Velho é simples, é só ler e ir aos encontros

Diversidade

A escolha dos livros que serão discutidos são indicações dos participantes do Clube. Não há preconceito de estilo, a proposta é a diversidade. “Nós não temos esse preconceito e nem queremos ficar dentro de uma caixinha. Queremos proporcionar várias leituras, até porque se fossemos seguir nosso gosto pessoal talvez não leríamos o livro escolhido, mas em grupo há essa possibilidade porque há o encorajamento, faz sentido lermos outras coisas porque senão continuaríamos a ler os mesmos livros ou estilos a que estamos acostumados”, destaca Maristela.

Próximo encontro

A Biblioteca Municipal Francisco Meirelles foi o local escolhido para o próximo encontro do Clube de Leitura Porto Velho, que acontece dia 26/08. A participação é livre, é só comparecer das 16h às 18h. Os encontros geralmente acontecem no último sábado de cada mês e o local é divulgado na página do Clube de Leitura com antecedência.


Compartilhe


Comentários

Agenda por categoria

Veja a agenda de eventos de uma categoria específica.